Terça-feira, 20 de Janeiro de 2009

Vamos para a beira-mar, vamos ver garrafas de óleo a boiar, nas dunas. E eu mostro-te a minha Faneca a dançar.

Jantamos na Tasca do Careca e depois salto-te para a cueca.

O mar salgado tem muitas lágrimas de Portugal e passará a ter alguma nhanha nossa.

Porque raios fui criado num país onde até os bois vão lavrar o mar?

 



publicado por turista às 19:05 | link do post | comentar

posts recentes

O castor

Inflação de mulheres

Acabou-se a mama

Infidelidade

Os infortúnios da virtude...

Pensar ao contrário.

Anedotas sexuais

Homens de sorte

Leva-me contigo

Revolta adolescente

arquivos

Setembro 2010

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

mais sobre mim
links
subscrever feeds