Sexta-feira, 06.02.09

Acabou sim, em todo o lado menos em Portugal. Aqui continuaremos a ser o país dos afilhados. Dos nabos sobrinhos de gajos importantes. Ou no mínimo o amigo do amigo, do amigo de algum “Cherne” de águas profundas.

Mas isto revolta quem, a mim não. A culpa é do meu pai que nunca soube exigir dos importantes que lhe deviam favores os devidos tributos. Nabo do caraças armado em incorruptível contra a droga.

Eu aceitava na boa uns apadrinhamentos. Mentira.

Porra quem faz carreira na horizontal ao menos tem algum valor, seja gaja boa de broche, seja Gay malhado, seja fufa desejável, pelo menos deu o corpo ao manifesto. Mas esta espécie de linhagem da incompetência e estupidez que grassa em Portugal ,dá é vontade de emigrar.



publicado por turista às 18:05 | link do post | comentar

posts recentes

Acabou-se a mama

arquivos

Setembro 2010

Abril 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

mais sobre mim
links
subscrever feeds